domingo, 31 de janeiro de 2016

Pai de primeira viagem: como usar seus novos superpoderes

Dia desses meu celular bipou e fui supreendido pela mensagem de um amigo com quem não trocava uma idéia há mais ou menos 1500 anos.

- Marim, meu filho nasce hoje a tarde. Só queria dar um toque pra vc saber que talvez eu te ligue de madrugada pra saber o que fazer.

Rapaiz... foi tão legal e inesperado ler isso! Veja só! As pessoas acham mesmo que dá pra perguntar algo pra mim sobre ser pai. Na jornada de ter filho a gente se questiona todo dia se está fazendo o serviço direito e receber algo assim dá uma bela lustrada na auto-confiança.

- Nasceu? Parabéns cara! E aí, como se sente?
- Com superpoderes. Todo o medo foi embora!

Assim começou a vida do pequeno Luca e seu super-herói. Fiquei me imaginando tomando uma cerveja com ele (que toca uma gaita blues que vcs precisavam ver!) e da viagem mental saiu o que eu diria a todo pai de novos poderes recém-descobertos:

Parece que vai ser difícil, aí parece fácil, aí é bom olhar de novo
A gente se prepara muito pra chegada do filho achando que a vida vai virar instantaneamente de pernas pro ar. Aí vem os primeiros dias, as coisas começam a se ajeitar e a gente pensa "É mais fácil do que eu pensava. No fim esse carinha só mama, caga e dorme. O trabalho é todo dela".
Sim, é verdade. É por isso que a coisa mais importante que vc faz como pai nas primeiras semanas é ser um bom... marido! Sua senhora vai estar cansada, confusa e na maioria das vezes se recuperando de uma cirurgia. Se vire pra tirar tudo do caminho dela. Aprenda a cozinhar, limpar e fazer todas as atividades "de mulher" que por acaso vc não tenha embarcado ainda. Seja uma enfermeira pra sua mulher se preciso. O que ela precisa agora é tranquilidade, apoio e tudo ao alcance da mão.

Compensa ficar acordando a noite?
No começo a cria quer mamar toda hora e isso não fica suspenso a noite. São muitas acordadas pra mamar. Esse negócio que o trabalho é todo da mãe pois ela que tem os peitos é conversa pra preguiçoso. Abandone a maldita zona de conforto, acorde, pegue seu bebê, ajude a mãe a ficar confortável. Se preciso vigie a mamada toda pois não é uma boa a mãe dormir amamentando sem ninguem ver. A criança pode cair ou ser sufocada, por exemplo.
Uma vez um cara me falou que tinha conversado com a mulher e não compensava o "custo/beneficio" de os dois acordarem de madrugada. Então acertaram que ele dormiria tranquilo pra estar inteiro no dia seguinte. Claro que não compensa, sua besta! O custo é dela e o benefício seu! Pra você não compensa mesmo.
Quase toda mulher vai dizer que não precisa vc acordar porque vc precisa descansar pra trabalhar no  dia seguinte bla bla bla. Ignore isso e ajude. Nenhuma mulher vai reclamar e vc vai começando a entender direito o seu novo papel no mundo. Seu trabalho vai ser prejudicado? Vai. Isso nos leva ao próximo item.

Comece a pensar em tirar o pé na carreira
Você é pai e fez uma escolha. Se não foi uma escolha, sinto muito, mas não é o pequeno quem vai pagar por isso. No começo não muda muita coisa a não ser o cansaço, mas comece a se acostumar com a idéia de não ser mais um fenômeno profissional. Mais pra frente quando o guri estiver um pouco maior e começar a dar mais trabalho, caso vc opte por ser um pai de verdade vc vai se ausentar de momentos importantes no emprego, vai querer trabalhar menos, vai armar uma guerra pra não fazer hora extra e isso é bom! Nenhum bom emprego compensa uma paternidade ausente e uma sobrecarga de mãe. Esse problema não é agora, mas agora é o tempo de refletir sobre isso pra quando a hora chegar. A modinha da vida simples não é exatamente uma modinha. É uma constatação de que passamos do ponto na produtividade e esquecemos que "legado" não é testamento rico, mas presença rica.

O palpite certo
Todo mundo quer ajudar. Todo mundo vai dar palpite. Pense sempre que a intenção é boa mas nunca aceite nada na hora. Pense depois sobre aquilo que te disseram. Quando precisar de uma opinião externa e for naturalmente procurar na internet, pelo menos procure os profissionais. Amigos e parentes as vezes sabem pra caramba e poderiam criar seu filho sem problemas, mas é preciso tomar suas proprias decisões. Na hora de pesquisar, lembre-se que quem sabe de saúde é médico, quem sabe de comida é nutricionista e quem sabe do seu filho é você. Considere o que te dizem mas lembre-se que gente bem intencionada e blogs como o meu não passam de palpiteiros que não vivem seu dia e nem conhecem suas guerras diárias.

Mijar em volta
Ainda sobre palpites: faça o que acha que tem que fazer sem se preocupar se as pessoas vão te achar um cretino. Se vc concluir que o certo é proibir visitas, faça isso. Se vc achar que tem que colocar um tubo de alcool para as pessoas se desinfetarem na entrada do quarto, faça isso. Se sonhar com o número 42 e deduzir que todo mundo tem que ler o Guia do Mochileiro das Galáxias antes de visitar seu filho, faça isso.
O "não precisa disso" é uma coisa que só você e sua mulher vão saber e esse limite tem que ser descoberto apenas entre vocês. Faça o que acha certo e avalie sempre se ainda faz sentido. Vocês dois são as únicas pessoas que conhecem todas as variáveis das decisões que tomam. Nenhum voto pode pesar mais.

Casamento
Resolva seus problemas. Converse muito com delicadeza e civilidade. Não é ficar sem trepar por um tempo que vai balançar seu casamento mas sim os conflitos de base familiar. O que vc acha certo e o que ela acha certo. O que funciona na minha familia e nao funciona na sua. Isso também vem mais pra frente. Mas se a casa não estiver em ordem agora, cai depois.
Fique atento quando sua parceira criticar, mesmo que de leve, uma atitude da sua família. Muitas vezes é uma forma até involuntária de dizer onde vc pisa na bola. Pós-filho isso aparece muito mais. Antena ligada pra corrigir o curso. É preciso 4 braços e duas cabeças muito fortes pra cultivar uma pessoinha.

Instinto
Confie nos seus instintos mas não seja idiota. Tenha um termômetro e um plano de saúde decente.

Hábitos
Vire uma pessoa melhor. Pare de comer porcaria, leia mais, brigue pra ter uma rotina sadia. Comece trabalhar sua cabeça pra só se importar com o que importa. O nascimento do seu filho significa muita coisa bonita, mas também significa que você começou a preparar o terreno pra bater as botas e deixar alguém melhor que você pisando a Terra no fim do século. Avalie o que compensa ocupar sua cabeça e que tipo de modelo vc vai ser. A familia tradicional está em baixa, mas seja você o que for o carinha vai te imitar. Trate de ser um modelo que preste.

Saúde, Luca!


11 comentários:

  1. Kkkkkk acho q esse cara que falou que não compensa os dois acordados foi meu digníssimo marido kkkkkkkkkk
    Adorei o texto!!!! 👏👏👏👏 saúde ao Luca seja bem vindo pequeno!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi. Não foi ele não. Foi alguém que comentou em outro post :-)

      Excluir
    2. Bruno já falou isso aqui. Aff.

      Excluir
    3. Congela seu leite e diz que quer revezar.

      Excluir
  2. Maravilhoso texto,ameeeei.também fiquei feliz por saber o que pensa sobre cada item que aqui colocou.Parabéns.

    ResponderExcluir
  3. D. Benedita, a Sra e o Sr Marim fizeram um excelente trabalho. Parabéns!

    ResponderExcluir
  4. Parabéns filhão pelo texto, adorei

    ResponderExcluir
  5. Muito bom o texto!! (tá vendo como não te odeio?) ehehheheheh

    ResponderExcluir