quarta-feira, 18 de junho de 2014

Entre aspas

Um negócio engraçado que eu vejo tendo criança são as artimanhas das pessoas pra dar um palpite ou criticar alguma coisa que vc está fazendo. Maioria das vezes não é por mal, mas quase sempre é um saco.

Acho que o mais comum é falar entre aspas.

Vc tá andando com o jovem pela rua. Tá calor e vc vai feliz curtindo um sol com ele no carrinho. Passa uma senhorinha, fala que o bebê é lindo, segura o pé sem meia e diz:

- "Ai pai! Coloca uma meinha no meu pezinho!!!"
- "Pai"? "Meu pezinho"? Não sou pai da senhora não, dona! Aahhh, entendi. A senhora ta imitando meu filho que ainda não fala. Legal...

Por algum motivo as pessoas sabem que estão sendo meio inconvenientes mas tentam desviar disso falando como se fossem o bebê

"Ai pai, aqui ta frio!"
"Pai, me leva na casa da fulana que eu to com saudade"
"Eu gosto de ir com a tia [insira aqui o nome de uma pessoa chata]"
"Pai, me dá bala"
"Pai, essa comida ta fria"

Alguns até afinam a voz e fazem biquinho (!).


Pois bem senhoras e senhores, tenho dois segredo bombástico a revelar:

1) um pai NÃO fica sensibilizado quando você fala entre aspas
2) você NÃO consegue enganá-lo! O pai consegue MESMO notar que é você falando e não a criança! (oooooooooohhhhhh!)

Portanto, desculpe, mas quando você faz isso está mesmo sendo um chato. Sem aspas.



3 comentários:

  1. Kkkkkkkkkk a mãe tbm não engana não kkkkkkkkk

    ResponderExcluir
  2. Hahahaha!!! Adorei!!
    E concordo com a Thabata, a mãe tb não cai nessa, não!! rs

    ResponderExcluir